Bruxelas não vai agir contra greves dos controladores aéreos

Em resposta a uma petição lançada quarta-feira pela associação de companhias aéreas europeias Airlines for Europe (A4E) de que o Turisver.com deu conta, a Comissão Europeia veio anunciar que “não pode nem vai iniciar” acções legais contra as greves dos controladores de tráfego aéreo.

Na passada quarta-feira, a A4E lançou um comunicado em que denunciava o efeito destrutivo das graves dos controladores aéreos sobre a economia europeia e anunciava o lançamento de uma petição online sobre o tema, ao mesmo tempo que exigia uma resposta legal por parte da Comissão Europeia face ao aumento de greves convocadas pelos controladores franceses.

A resposta da Comissão Europeia chegou um dia depois através do porta-voz de Transportes, Enrico Brivio, que em conferência de imprensa deixou claro que “a Comissão Europeia não questiona o direito à greve, que é um direito fundamental” pelo que Bruxelas “não tomará nenhuma medida para o regular ou limitar”.

O responsável recordou que a Comissão Europeia propôs iniciativas legislativas e não vinculativas aos Estados membros e aos agentes do sector no sentido de melhorar o tráfego aéreo, contando-se entre elas a melhoria do diálogo social e do sistema de notificação em caso de greve.

O mesmo porta-voz assegurou que a Comissão irá lançar um estudo sobre o espaço aéreo europeu no sentido de melhorar a eficiência do tráfego aéreo no espaço comunitário.