Bulgária vai utilizar experiência de Portugal no domínio do turismo

O governo búlgaro aprovou o projecto de protocolo de cooperação entre Ministério do Turismo do país e do Ministério da Economia Portugal. O documento reflecte os esforços dos dois países para criar as condições mais favoráveis ​​para a cooperação frutuosa através do desenvolvimento de diferentes tipos de turismo.

O documento agora aprovado insere-se no quadro da recente visita a Portugal da ministra búlgara de Turismo Nikolina Angelkova, e dos encontros que manteve tanto com o ministro português da Economia, António Pires de Lima, como com o secretário de Estado do Turismo, Adolfo Mesquita Nunes.

Bulgária e Portugal irão incentivar o intercâmbio de informações e experiências em várias áreas, designadamente, planeamento da estratégia de marketing, promoção turística, programas estatísticos, legislação e programas sobre a qualidade do turismo, as suas actividades de desenvolvimento no sector da hotelaria, bem como no âmbito da sustentabilidade do turismo. Os dois países apoiarão os contactos de trabalho entre as suas organizações turísticas e agências com o objectivo de aumentar o número de turistas que visitam a Bulgária e Portugal.

A participação em feiras de turismo, seminários, workshops e outros eventos serão também estimulados, refere o projecto de protocolo, que será rubricado este mês, durante a Assembleia Geral da Organização Mundial do Turismo.

As visitas de jornalistas, no princípio de reciprocidade, para promover o potencial turístico dos dois países também estão previstas.

A Bulgária vai dar um enfoque importante ao marketing digital na promoção e comercialização do destino, área que quer “aprender” com Portugal, que adoptou este sistema nos últimos anos.

No encontro mantido entre os dois governantes, o ministro Pires de Lima referiu que Portugal escolheu uma forma semelhante de promoção. A estratégia que o país adoptou inclui canais principalmente interrnet e visitas de jornalistas, enquanto a publicidade na imprensa e televisiva são escassos. Cerca de 500 visitas de jornalistas a Portugal foram organizadas no ano passado.

Por sua vez, a governante búlgara referiu que “a experiência mostra que tais abordagens são muito eficazes para os países mais pequenos e é por isso que estamos a caminhar para uma iniciativa desse tipo”.