Capital Airlines aproxima Lisboa de Macau

O destaque foi feito por Carlos Lacerda, CEO da ANA Aeroportos de Portugal, ao intervir na apresentação ao trade da nova rota da Beijing Capital Airlines(BCA) que terá início no próximo dia 26 de Julho. Carlos Lacerda disse também esperar que no próximo ano possa ser o Porto a receber voos directos da China.

Na apresentação ao trade da primeira rota directa entre Pequim e Lisboa realizada esta terça-feira em Lisboa pelo Turismo de Portugal em parceria com a ANA Aeroportos de Portugal e a Beijing Capital Airlines, do grupo Hainan Airlines (HNA), Carlos Lacerda, CEO da ANA Aeroportos de Portugal, destacou o facto de a abertura desta rota, marcada para 26 de Julho, ser “feita em simultâneo com os voos que vão ligar Macau a Pequim”. Uma situação que, segundo o responsável “vai, certamente, trazer ainda mais tráfego para Lisboa”, aumentando ainda mais a conectividade do Aeroporto de Lisboa com a China.

A nova rota, que será directa entre Pequim e Lisboa, embora o voo tenha origem na cidade de Hangzhou com posterior escala em Pequim, vai ser operada em avião Airbus A330-200 com 270 lugares e terá “no início, três frequências semanais, às terças, quintas e sábados, até ao final do Verão”. Posteriormente, avançou Carlos Lacerda, será introduzida “mais uma frequência a partir de Novembro”.

Contas feitas, até final do ano serão disponibilizados ao mercado 40.560 lugares, um número que se perspectiva poder vir a duplicar até ao final de 2018. Mas os objectivos da ANA Aeroportos de Portugal vão mais longe e passam pela abertura de uma rota directa entre o Porto e Pequim, como ficou claro das palavras de Carlos Lacerda: “Faço votos que dentro de algum tempo estejamos a celebrar desta forma ao pé do rio Douro, no Porto, quando a BCA começar a voar para o Porto”.