Casa do Marquês investe 2M? para transformar Estufa Fria em espaço de eventos

O Grupo Casa do Marquês, que actua na área do catering e da organização de eventos, vai investir dois milhões de euros na recuperação da Estufa Fria, em Lisboa, uma obra que surge depois de o Grupo ter ganho um concurso público para a recuperação de alguns espaços da Estufa Fria, que será transformada num espaço multiusos para eventos. O processo de recuperação da Estufa Fria já se encontra em curso e deverá estar concluído em Março de 2014, dividindo-se em três etapas, a primeira das quais incluindo a recuperação da Nave, cuja conclusão está prevista para breve, devendo o espaço abrir ao público a 12 de Junho, com a cerimónia dos Casamentos de Santo António. Em comunicado, o Grupo Casa do Marquês explica que, numa segunda fase, as obras vão passar pela ?criação de um Centro de Interpretação, ficando para uma terceira etapa a recuperação da Estufa Quente?. Com uma área de 800 metros quadrados, a Nave da Estufa Fria será capaz de receber variados tipos de eventos, de festas a casamentos, passando também por conferências e congressos, tirando partida de uma privilegiada localização, no centro de Lisboa, bem como da envolvência, uma vez que o edifício está inserido num dos mais importantes espaços verdes da capital, no Parque Eduardo VII. O Grupo Casa do Marquês detém concessão comercial da Estufa Fria por um prazo de 30 anos, depois de ter vencido o concurso público lançado pela Câmara Municipal de Lisboa. I.M.