Casas Açorianas com Verão positivo

A Associação de Turismo em Espaço Rural ?Casas Açorianas? está a ter um Verão positivo, com muitas das suas unidades a já não contarem com ?camas disponíveis?, o que se deverá reflectir na taxa de ocupação, disse à Lusa Gilberto Vieira, presidente da associação. “Este ano, estamos a ser surpreendidos pela positiva, uma vez que se avizinhava um ano difícil e as perspectivas para 2012 e 2013 eram das piores. As taxas de ocupação certamente que não são inferiores a 2012, apesar de ainda faltar passar mais alguns meses para o final do ano e termos de contar com a sazonalidade?, avançou o responsável. De acordo com Gilberto Vieira, a avaliar pelos números da central de reservas da associação, ?existe falta de disponibilidade de camas? em várias das unidades associadas às Casas Açorianas, explicando que a maioria da procura surge por parte de turistas estrangeiros, principalmente europeus, com destaque para o mercado alemão. Cada vez mais o mercado alemão está a revelar uma apetência extremamente interessante pela região, vindo a crescer de ano para ano, sendo este muito importante para os Açores, uma vez que a Alemanha é o único país da Europa onde a situação económica e financeira está mais estável?, explicou Gilberto Vieira. Para o presidente das Casas Açorianas, o maior problema do turismo no arquipélago é a sazonalidade, o que a juntar à quebra do mercado português tem contribuído para descidas acentuadas na ocupação das unidades de alojamento açorianas na época baixa. “Na estação baixa, era o mercado nacional que pela sua proximidade atenuava bastante a sazonalidade”, explica Gilberto Vieira, que destaca terem sido agora os estrangeiros a “ocupar este espaço”. A Associação de Turismo em Espaço Rural ?Casas Açorianas? conta actualmente com 61 associados, num total de 700 camas espalhadas pelas várias ilhas do arquipélago. I.M.