Centro cria iNature para potenciar turismo de natureza

A região Centro acaba de criar a iNature – Turismo Sustentável em Áreas Classificadas, rede de 13 territórios de elevado potencial natural, que tem como mote o desenvolvimento do produto de turismo de natureza naquela zona do país.

A identidade agora desenvolvida pretende consolidar o posicionamento desta região para a oferta integrada de um destino rico em experiências, proporcionadas por paisagens únicas e plenas de biodiversidade, ancoradas na prática de pedestrianismo, BTT e birdwatching.

A marca de traços simples incorpora conceitos de natureza e trabalho em parceria, evocando as redes de percursos que estas áreas classificadas integram, de forma orgânica e com grande potencial de aplicação.

Promovido por um consórcio de 300 agentes públicos e privados, o Programa de Acção iNature integra 210 projectos de iniciativa privada, nos domínios dos serviços de alojamento e restauração, recursos endógenos e animação, sendo que as componentes de comunicação, inovação e calendário de animação são dinamizadas por um financiamento de 2,3 milhões de euros do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), através do Centro2020 – Programa Operacional Regional do Centro.

Integram esta rede o Parque Natural da Serra da Estrela, Paisagem Protegida da Serra do Açor, Reserva Natural da Serra da Malcata, Paisagem Protegida Regional da Serra da Gardunha, Geoparque Naturtejo, Parque Natural Local Vouga-Caramulo, SIC Sicó/Alvaiázere, Parque Natural das Serras D’Aire e Candeeiros, Mata do Bussaco, ZPE Vale do Côa, Reserva da Faia Brava, Serra da Lousã, e Paisagem Protegida da Serra de Montejunto.