Centro de Portugal aposta no Carnaval

Para Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal, o Carnaval “é um produto que contraria a sazonalidade e que contribui para que os visitantes fiquem a conhecer melhor a riqueza cultural da região”. Por isto a região aposta na apresentação de carnavais tradicionais e distintos, como os de Ovar, Torres Vedras, Figueira da Foz e Mealhada.

Pedro Machado explica que o Carnaval é um dos pilares da estratégia de diversificação dos produtos turísticos da região, “pois tem o condão de trazer, em fevereiro, turistas a vários concelhos da região”. O presidente do Turismo Centro de Portugal esclarece, ainda, que “o investimento que as autarquias e outras entidades fazem no Carnaval tem retorno claro. É um produto vencedor”.

Na zona norte da região sobressaem o Carnaval de Ovar e o Carnaval de Estarreja, com formas distintas de festejar a quadra. O primeiro arrancou no passado dia 20 de Janeiro e engloba eventos como o desfile da Chegada do Rei, Bailes de Máscara, Noite da Farrapada , para além do Desfile Nocturno das Escolas de Samba e os Grandes Corsos Carnavalescos. Em Estarreja o Carnaval iniciou a 13 de Janeiro, com um mês de programação variada, com diversos momentos a ter lugar no Sítio do Carnaval.

A Região Centro oferece ainda carnavais particulares e mais tradicionais no interior, como é exemplo o Carnaval de Canas de Senhorim, no concelho de Nelas. É uma rivalidade de 400 anos que faz com que os bairros do Paço e do Rossio desfilem em despique. Já o Carnaval de Cabanas de Viriato é dono de festas carnavalescas que se comemoram desde o século XIX, enquanto o Carnaval de Góis engloba a particular Corrida do Entrudo das Aldeias do Xisto, “corridas” a aldeias vizinhas onde tudo é permitido.