Cidade Velha de Jerusalém está mais acessível

A Cidade Velha de Jerusalém quer receber da melhor forma todos quantos a queiram visitar e continua a investir em equipamentos que a tornam mais acessível a pessoas com mobilidade reduzida e incapacidades visuais.

De acordo com informações do Turismo de Israel, os vários bairros em que se divide a Cidade Velha de Jerusalém têm recebido investimentos ao nível da acessibilidade. Em finais de Setembro tinham sido adaptados quatro quilómetros de ruas nos bairros muçulmano, arménio e cristão, e foram instalados dois quilómetros de corrimões junto a várias escadas da zona. Alguns dos pontos turísticos foram também equipados com aplicações áudio destinadas a pessoas portadores de alguma incapacidade visual.

As adaptações para as pessoas com mobilidade reduzida consistiram em reparar e renovar os serviços públicos, assinalar os principais pontos de interesse, actualizar o sistema de limpeza, substituir alguns revestimentos de pedra e renovar os complexos comerciais e fachadas.

Para facilitar os acessos a pessoas com incapacidade visual, o Centro para Invisuais de Israel desenvolveu uma aplicação com percursos explicativos áudio da Cidade Velha de Jerusalém.

A propósito, uma newsletter do Turismo de Israel destaca que o Museu da Torre de David oferece itinerários especiais para invisuais, além de ter procedido adaptações no seu principal espectáculo. Agora, cada uma das cenas que mostra um episódio da história de Israel é detalhadamente narrada través de uma descrição áudio, disponível em hebraico e em inglês.