CIM do Ave quer transformar unidades industriais em museus ou centros de cultura

A CIM do Ave pretende potenciar um recurso endógeno da região, transformando em museus ou centros de cultura unidades emblemáticas das indústrias tradicionais, como factor turístico e de preservação da identidade colectiva.

Esta questão foi debatida num encontro que teve como objectivo discutir a estratégia para o turismo industrial em toda a região Norte e, em particular, no território do Ave.

A iniciativa que decorreu nas instalações da Sociedade Martins Sarmento, em Guimarães, promoveu, também, a partilha, com parceiros regionais e público em geral, do trabalho realizado até agora com os diversos parceiros europeus, nomeadamente da Suécia, Chipre, Roménia, Espanha, Letónia, Itália, Bélgica, Grécia e Bulgária e que se desenvolve no âmbito do programa Christa Interreg Europe. O projecto Christa abre oportunidades para a valorização dos recursos existentes.

No encontro, o director Regional de Cultura do Norte, António Ponte manifestou a disponibilidade e o interesse daquela direcção regional para ajudar a concretizar um projecto que propõe convergir e valorizar patrimónios diversos de grande interesse cultural e turístico.