Código de Ética do Turismo vai dar lugar a convenção internacional

A OMT está trabalhar para converter o seu código de ética mundial para o turismo numa convenção internacional, com a finalidade de reforçar o compromisso de todas as partes com os seus compromissos. O processo está a ser liderado por um grupo de trabalho inter-governamental integrado por representantes dos 36 Estados membros.

O código de ética mundial para o turismo da OMT, adoptado em 1999, é crucial para o sector, mas é, não obstante, um instrumento voluntário. A futura convenção sobre ética do turismo constituirá um instrumento vinculativo para os países signatários.

“Para a OMT, tem esta primeira convenção internacional, baseada no seu mais importante documento de incidência política, seria muito significativo, especialmente num momento em que o crescimento ininterrupto das chegadas de turistas internacionais alcançou em 2016 um número recorde de 1.200 milhões, duplicando o número verificado em 1999, ano em que se adoptou o código de ética mundial”, assinalou o secretário-geral da organização, Taleb Rifai.

O texto final deste documento será apresentado na 105 reunião do conselho executivo da OMT, que terá lugar nos dias 11 e 12 de Maio, em Madrid, e será submetido a aprovação pela 22ª Assembleia Geral da organização a realizar-se de 6 a 9 de Setembro deste ano em Chengdu, na China.