Compra da rede Halcón pela Ávoris não deve surpreender o mercado, considera Diamantino Pereira

A compra das agências de viagens Halcón pela Ávoris (ex-Barceló) foi bastante comentada no mercado, com algumas vozes a porem em causa que um operador turístico tenha comprado uma rede de agências. Mas para Diamantino Pereira, director da Ávoris para Portugal, esta é uma falsa questão, pois “80% dos operadores em Portugal estão associados, directa ou indirectamente, a grupos de gestão ou grupos independentes”.

Em entrevista a Diamantino Pereira, que publicaremos na revista Turisver, o tema da compra da rede de agências da Halcón esteve em cima da mesa, até pela controvérsia com que o mercado encarou um negócio que envolve a compra de agências por parte de um operador. Mas para o director da Ávoris esta é uma falsa questão: “Qual é o operador em Portugal que não está associado, directa ou indirectamente, a grupos de gestão e grupos independentes?” – esta é a questão que Diamantino Pereira lança e a que o próprio responde: “80% dos operadores em Portugal estão associados, directa ou indirectamente, a grupos de gestão ou grupos independentes e os que não estão procuram todos os anos, pontualmente, garantir o apoio de determinado tipo de redes”.

A propósito afirma que “particularmente os operadores que assumem muitas responsabilidades na componente charter, têm que ter uma garantia de escoamento do seu produto” porque “a responsabilidade financeira é enorme, o charter é um risco enorme”. Face a isto, considera ser “de uma hipocrisia extraordinária estarem a acusar-nos agora de termos uma rede” quando “a maioria dos operadores estão ligados a redes que lhes garantem o escoamento do produto”.

Mais importante do que estas questões é a imparcialidade no negócio. “É no dia-a-dia que nós manifestamos a nossa imparcialidade, não é com grandes discursos ou promessas vãs, é através da nossa actuação e é com isso que o mercado pode contar. Temos de facto a rede Halcón, mas não a iremos privilegiar”, garante, esclarecendo que “os nossos clientes são as agências de viagens, estamos ao serviço delas”.

Na entrevista à revista Turisver, o director da Ávoris para Portugal deixou também claro que “a Halcón foi uma decisão nossa, não foi uma imposição. Nós estudámos a Halcón em Portugal durante meses e só no final é que nos decidimos pela aquisição das 60 lojas em Portugal”.