Concurso para novo terminal de cruzeiros de Lisboa com uma proposta

O prazo para a apresentação de propostas relativas ao concurso público internacional para a concessão do novo Terminal de Cruzeiros de Lisboa terminou na passada quarta-feira, 11 de Dezembro, pelas 18h00, tendo sido apresentada apenas uma proposta. Segundo o Porto de Lisboa, a proposta foi apresentada pelo agrupamento constituído por Royal Caribbean Cruises Ltd, Grupo Sousa, Investimentos, SGPS, Ld.ª, Creuers del Port de Barcelona, SA, e Global Liman Isletmeleri A.S, estando agora a ser apreciada pelo júri. Recorde-se que, em Agosto, o Porto de Lisboa anunciou a existência de três candidaturas ao concurso para a concessão do novo Terminal de Cruzeiros de Lisboa, que está associado a um montante de 22 milhões de euros, provenientes da Creuers, a empresa que gere o terminal de cruzeiros de Barcelona e Singapura, do consórcio formado pela empresa turca Global Ports Holding e pela Mota-Engil e do consórcio da Royal Caribbean, Somague, SETH, Grupo Sousa e Pioneiros do Rio. De acordo com a Transportes em Revista, a Mota-Engil e a Somague desistiram do concurso, tendo as restantes empresas optado por apresentar apenas uma proposta conjunta, até porque, explica o Porto de Lisboa em comunicado, a Global Liman Isletmeleri A.S. se expandiu para o Adriático e para Espanha, onde em conjunto com a Royal Caribbean Cruises Ltd, adquiriu uma posição na empresa Creuers del Port de Barcelona, SA. ?As candidaturas evoluíram para uma só, que procura congregar a experiência e competências que advêm da gestão de vários terminais de passageiros no mundo inteiro e de incluir um dos maiores armadores do mundo e um armador português?, lê-se no comunicado do Porto de Lisboa. O novo terminal, cuja construção deverá arrancar no início de 2014, estando a sua conclusão prevista para 2015, vai permitir dotar o porto com uma capacidade de crescimento até 1,8 milhões de passageiros, ao mesmo tempo que impulsionará o crescimento das operações de turnaround. I.M.