Conselho Executivo da OMT evidencia práticas sustentáveis no turismo

Mais de 250 delegados de 59 países participaram, até esta sexta-feira, em Madrid, no Conselho Executivo da OMT, que analisaram as áreas prioritárias da organização assim como o seu programa para 2018-1019, bem como a agenda do Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento.

A reunião, que contou com a presença da secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, centrou também a discussão nas tendências e desafios que o sector do turismo enfrenta e as prioridades da OMT, que passam pela segurança, facilitação das viagens, o impacto tecnológico no turismo e a sustentabilidade.

A 105ª edição do Conselho Executivo recomendou o candidato Zurab Pololikashvili, de Georgia, para o cargo de secretário-geral da OMT para o mandato de quatro anos que começa em 2018. A recomendação será proposta à 22ª Assembleia Geral para ractificação (11 a 16 de Setembro de 2017 em Chengdu, China).

“Esperamos que para 2030 serão cerca de 1.800 milhões de turistas internacionais a viajarem para outros países”, realçou o secretário-geral da OMT, Taleb Rifai, para acrescentar que, por isso “devemos assegurar que esse crescimento esteja de mão dada com práticas sustentáveis”, mas também “devemos aproveitar as oportunidades criadas pela inovação e novas tecnologias, como devemos continuar a trabalhar para fazer viagens mais seguras e com procedimentos mais simplificados e acessíveis para todos, mas sobretudo garantir que o turismo está ao serviço do planeta e da sociedade global”.

A 106ª e a 107ª edições do Conselho Executivo da OMT terão lugar em Chengdu (China) em Setembro próximo, após a realização da 22ª edição da Assembleia Geral.