Contratações no turismo devem crescer 29% no 3º trimestre

A projecção para a criação líquida de emprego mais forte, para o terceiro trimestre de 2017, é feita pelos empregadores do turismo (sectores da Restauração e Hotelaria) que reportam uma previsão de +29%, revela o ManpowerGroup Employment Outlook Survey.

O estudo acrescenta que as grandes empresas e a região Sul do país são as que estão na linha da frente em relação à criação líquida de emprego no mesmo período.

Os empregadores do sul do País preveem o volume de contratação mais forte do terceiro trimestre (+21%), enquanto na comparação por dimensão, as grandes empresas antecipam a maior projeção para a criação líquida de emprego, com uma previsão de +21%.

Um estudo realizado com base num inquérito a uma amostra representativa de 625 empregadores em Portugal revela que estes empregadores manifestam intenções de contratação optimistas para o terceiro trimestre de 2017, com especial destaque para os ligados ao turismo.

O turismo reporta uma melhoria de 13 p.p., enquanto o sector público e os sectores de transportes, logística e comunicações e de comércio grossista e retalhista revelam melhorias de 6 p.p.

Se é real que os empregadores nas três regiões (Norte, Centro e Sul) antecipam um aumento da contratação durante os próximos três meses, a verdade é que as melhores perspectivas são as dos empregadores a Sul, que projetam uma criação líquida de emprego de 21%. Tanto no Centro como no Norte é antecipado um aumento optimista de 11% e 10%, respectivamente.

Comparativamente com o trimestre anterior, a maior evolução acontece no Sul com uma subida de 9 p.p. Na região Centro, a melhoria é de 2 p.p., e no Norte não se regista alteração em relação ao trimestre anterior.

As pequenas e médias empresas têm também previsão de contratar (14% e 13% respectivamente), enquanto as micro empresas prevêem crescimento, embora mais baixo, de 8%.