Convenção Airmet debateu os novos desafios da distribuição turística

Apesar de todas as alterações que se têm verificado no modelo de negócio e do aparecimento de novos turistas, o papel das agências de viagens é crucial da distribuição turística.

Esta questão foi evidenciada este fim-de-semana, na Figueira da Foz, no debate sobre os novos desafios da distribuição turística que decorreu no âmbito da 15ª Convenção do Grupo Airmet Portugal.

Participaram no debate, Francisco Teixeira, director-geral da Melair, Miguel Quintas, administrador do Consolidador.com. Fernando Bandrés, director Operacional da Soltrópico, Patrick Borg, country manager da Lufthansa para Portugal, e Gavin Eccles, director-geral Comercial da SATA.

A utilização da tecnologia, como manter um conjunto de dinâmicas ao nível do preço médio, o alargamento dos canais de distribuição tanto por parte das companhias aéreas com das de cruzeiros foram outros assuntos abordados, bem como a pequena dimensão do mercado português, numa sessão em que os agentes de viagens do Grupo Airmet em Portugal apresentaram as suas preocupações, que passam, nomeadamente por margens cada vez mais pequenas, mas também a nova lei das viagens organizadas, a lei de protecção de dados, e como se adaptar o novo tipo de viajante que opta por outros meios de reserva.

O debate concluiu que as agências de viagens continuam mesmo assim resistentes, esquecendo o online, até porque têm mais valor do que meras máquinas, desde que adoptem as boas práticas no relacionamento com os clientes convidando-os a regressarem à loja, mas também a necessidade de integrar novas ferramentas e oferecer valor e novos serviços.