Coruche quer mais alojamento para crescer no turismo

Coruche tem em curso vários projectos que visam a beneficiação e o incremento da oferta turística, a melhoria da acessibilidade e o aumento da notoriedade. Fruto do trabalho que está já a ser desenvolvido, estão a chegar mais visitantes e turistas mas, segundo o presidente da autarquia, Francisco Oliveira, disse ao Turisver.com, falta um operador que formate a oferta e investimentos na área do alojamento.

  

Segundo o presidente da CM de Coruche, o município tem registado um incremento no número de visitantes, com os dados dos postos de turismo a reflectirem isso mesmo. E uma parte da procura é já de “turistas internacionais, nomeadamente associados ao auto-caravanismo” dado que existe em Coruche um centro de estacionamento de auto-caravanas, georreferenciado no portal da modalidade.

A 80Km de Lisboa, Coruche beneficia dessa proximidade mas também acaba por ser “prejudicado” por ela porque quem visita o município pode ir e voltar no mesmo dia. “Falta-nos aqui um operador que pegue em toda a nossa oferta e a formate, que faça pacotes de actividades para toda a família”. E actividades não faltam, há herdades que podem ser visitadas e onde se pode andar a cavalo, há o balonismo – Coruche realizou este ano o seu I Festival de Balonismo, com grande sucesso -, a canoagem, caminhadas, BTT e toda a frente ribeirinha de Coruche para desfrutar.

Francisco Oliveira acredita que quando esta oferta estiver formatada, o número de visitantes e turistas crescerá ainda mais, mas lamenta um “ponto fraco” do município: o alojamento. “Temos dois pequenos hotéis, cada um com 14 quartos, mas é manifestamente pouco”, confessa, adiantando que “estamos a tentar captar um investidor que queira instalar em Coruche um hotel de charme ou um hotel rural, para aumentarmos a oferta e conseguirmos mais dormidas e com elas um maior retorno económico”. Garante que a Câmara está a trabalhar nisso e até que “tem um terreno que poderá disponibilizar, de forma gratuita, para que um operador se possa instalar em Coruche e instalar aqui uma unidade de alojamento”.

*Leia mais na próxima edição da Turisver.