Cosmos Touring quer experiências únicas e irrepetíveis

Viagens literárias, de mistério e suspense, de figuras notáveis e viagens temáticas por Portugal foram alguns dos programas revelados ontem, na apresentação oficial da Cosmos Touring, uma sub-marca da Cosmos Viagens.
A Cosmos Touring será assim responsável por “encontrar” temas e a partir deles criar produtos turísticos. Para Rui Nobre, consultor para o Touring temático do operador, “a Cosmos decidiu lançar estes programas porque considera ser um nicho de mercado interessante”.
“São viagens únicas e que em princípio não se repetem. Queremos proporcionar experiências que não se adquirem numa viagem normal”, explicou o consultor ao Turisver.com. Para ajudar “nesta sensação única” estão os conferencistas, onde cada um acompanhará os participantes nas respectivas viagens temáticas.
José Rodrigues dos Santos dá o mote ao primeiro programa que conta já com Associativismo dos 15 participantes necessários. “O Homem de Constantinopla”, inspirado na obra de Rodrigues dos Santos sobre Gulbenkian, inclui-se na temática das viagens literárias.
A viagem seguinte, sob o tema mistério e suspense, tem como conferencista Francisco Moita Flores, com a viagem Sherlock Holmes e Hercule Poirot. E nas viagens culturais existem dois produtos.
De acordo com Rui Nobre, o professor catedrático de História, João Paulo Oliveira e Costa, será o conferencista da temática “Foi Aqui…” e “Figuras da História Mundial”. A primeira transporta o viajante, “durante um ou dois dias, por Portugal, para conhecer de uma forma exclusiva, os locais, monumentos e figuras históricas do nosso país”.
É o caso de Coimbra, agendada para 1Restauração de Janeiro, e Vila Viçosa, Sagres e Sintra, ainda sem data anunciada.
Para o segundo tema, Oliveira e Costa dá a conhecer a vida de figuras internacionais. A primeira viagem acontece de 20 a 25 de Abril por Itália, para dar a conhecer os Bórgia.
Para breve o conferencista irá guiar-nos pela vida de Joana d’Arc, em França, William Wallace, pelas lowlands e highlands da Escócia, e de Lutero, na Alemanha.
Na calha está outra temática: “Civilizações Notáveis”, como Maias e Egipto, revelou Rui Nobre, mas “sempre nesta filosofia, com conferencistas de alto nível, guias locais, com experiências pessoais”.
Segundo o consultor da Cosmos Touring, as viagens “são comercializadas em exclusivo pela Cosmos”, mas não rejeita a hipótese de outros canais. Os programas têm sempre um número mínimo e máximo de participantes (25 pessoas), para “não baixar a qualidade”.
Também por questões de “qualidade e segurança, estes programas da Cosmos Touring são sempre realizados em companhias aéreas tradicionais e nunca em voos low cost”.
S.C.F.