Coudelaria de Alter em concurso público no âmbito do Revive

A partir de agora, os investidores interessados têm 90 dias para se candidatar à concessão da Coudelaria de Alter (em Alter) que terá uma duração de 50 anos. Este é o sexto concurso público lançado no âmbito do programa Revive.

Em cerimónia presidida pelo ministro da Economia, o governo lançou esta segunda-feira o concurso público relativo à Coudelaria de Alter. Lançado no âmbito do programa Revive, o concurso público visa a dinamização do turismo equestre e a instalação de um empreendimento turístico na Coudelaria.

Fundada em 1748 pelo rei D. João V, a Coudelaria de Alter é a mais antiga e notável coudelaria portuguesa. O Governo decidiu integrar parte do edificado da Coudelaria no Programa Revive, concessionando-a para exploração turística, ancorada na temática equestre, requalificando o respectivo edificado.

A área edificada em volta do pátio central constitui o núcleo principal da concessão, integrando a actual “Casa de Campo”, a “Cocheira Velha”, o edifício dos serviços administrativos, o Museu e Cafetaria. O concessionário pode acrescentar outras áreas edificadas (opcionais), como a Enoteca, Lagar, Falcoaria e Pocilgas. De acordo com uma nota da Secretaria de Estado do Turismo, “as propostas que integrem maior área serão majoradas para efeitos de adjudicação”

Recorde-se que a Coudelaria de Alter é um dos 33 imóveis inscritos no Revive, um programa conjunto dos ministérios da Economia, Cultura e Finanças com a colaboração das autarquias locais que visa valorizar e recuperar o património sem uso, reforçar a atractividade dos destinos regionais e o desenvolvimento de várias regiões do país.