Crescimento turístico de Palmela bate recordes

Segundo dados do INE, entre 2015 e 2016, Palmela teve um crescimento de 22,3% da procura turística, o segundo maior crescimento da região de Lisboa ao nível de dormidas. De 80.099 dormidas em 2015, o município subiu para 97.973 em 2016, atingindo o valor mais elevado de procura turística, desde 2010.

Portugal, Espanha, Alemanha, França e Reino Unido são os principais mercados que visitam o concelho. Palmela tem desenvolvido uma estratégia de estímulo à criação de produtos diversificados e de qualidade, de entre os quais têm ganho destaque o turismo histórico-cultural e o turismo de natureza, a par do enoturismo, cuja oferta se tem revestido pelo investimento dos agentes do sector na valorização da actividade vínica.

O calendário de eventos culturais, desportivos e de lazer é outro dos factores apontados para o crescimento turístico continuado. Iniciativas como a Feira Medieval de Palmela, o Palmela Wine Jazz, o Festival de Moscatel, o Itinerário Turístico das Igrejas e Capelas do Centro Histórico de Palmela, a par de eventos co-organizados e apoiados pelo município, em conjunto com associações e entidades diversas têm contribuído para a projecção do território e para o sucessivo aumento da procura.

O município encontra-se a desenvolver vários projectos estratégicos, objecto de financiamento do Portugal 2020, que contribuirão para a sustentabilidade e inovação do turismo local. É exemplo o Projecto Almenara, cuja parceria com o Município de Lisboa, através da EGEAC, contribuirá para a optimização dos fluxos turísticos a partir do Castelo de São Jorge para o Castelo de Palmela.