CTP pede acordo entre partidos do ?arco da governabilidade?

A CTP defende a necessidade de um acordo entre os partidos do “arco da governabilidade” para a concretização de uma reforma do Estado, com Francisco Calheiros, presidente da CTP, a considerar que é necessário que as reformas ?sejam consensualizadas, para poderem ser concretizadas?. “As grandes reformas são reformas geracionais. Nesse sentido, sabendo que vai haver eleições daqui a menos de dois anos, sensibilizámos o PSD – como sensibilizámos o PS, na semana passada – que é fundamental haver um acordo dos partidos do arco da governabilidade para que estas reformas, uma vez discutidas, sejam consensualizadas, para poderem ser concretizadas”, afirmou Francisco Calheiros à Lusa. A CTP esteve quarta-feira, 12 de Dezembro, reunida com o vice-presidente do PSD, Marco António Costa, e o secretário-geral do partido, Matos Rosa, no âmbito dos encontros com os parceiros sociais e organizações da sociedade civil acerca da reforma do Estado. À saída da reunião, que decorreu na sede do PSD, Francisco Calheiros considerou que ?qualquer um dos partidos [PS e PSD] percebeu que, em questões como a reforma do Estado, é fundamental haver um acordo sobre as grandes linhas, os grandes temas da justiça, saúde, segurança social e educação?. Além das “grandes reformas”, Francisco Calheiros considera que existem outras “pequenas”, na área do Turismo, que envolvem a eliminação de burocracias e custos de contexto, que estão a ser “trabalhadas intensamente” com o secretário de Estado do Turismo, Adolfo Mesquita Nunes. I.M.

(Visited 1 times, 1 visits today)