CTP perspectiva mais de 57 milhões de dormidas para 2107

A Confederação do Turismo Português (CTP) perspectiva que o ano turístico de 2017 feche com um crescimento significativo dos principais indicadores da actividade.

No que se refere às dormidas, a CTP prevê que o crescimento seja de 7,1% para 57.314, originadas por cerca de 20,6 milhões de hóspedes, número que reflecte um crescimento de 8,6%. A expectativa da CTP estende-se aos proveitos da hotelaria, que deverão crescer 16% para 3.382 milhões de euros, ao RevPar que atinge 49,5 milhões de euros (+ 16,2%) e às receitas que devem ascender a 15.089 milhões (+19%).

“O Turismo continua a crescer a bom ritmo, seguindo a tendência dos últimos anos, o que significa que o destino Portugal está consolidado. Estes resultados são fruto de uma grande aposta dos empresários, que têm reunido esforços para continuar a investir no Turismo, melhorando a sua oferta e os seus serviços”, adianta Francisco Calheiros, presidente da CTP.

Francisco Calheiros sublinha que “até Outubro, os indicadores revelaram um bom desempenho e, mesmo tendo em conta que ainda faltam apurar os meses de Novembro e Dezembro, podemos assegurar que 2017 será um ano muito positivo para o Turismo”.

De acordo com os dados divulgados pelo INE, até Outubro, o alojamento turístico em Portugal recebeu 18,3 milhões de hóspedes, o que representa um crescimento de 8,6% face a 2016. Em dormidas, registou-se um crescimento de 7,1%, para 51,6 milhões e o fluxo dos aeroportos subiu 17,3%, para 22 milhões de passageiros.