Cuba estima receber 29 mil portugueses este ano

Em 2018 Cuba deverá acolher um total de cerca de 29 mil turistas portugueses, quando há cinco anos este número era apenas de 9.900, estima a embaixadora cubana em Portugal, Mercedes Martinez Valdés, em declarações este sexta-feira ao turisver.com.

No âmbito do “Evento – Destino Cuba” organizado pelos operadores turísticos Sonhando, Solférias e iTravel, com o apoio da MSC Cruzeiros e da Embaixada de Cuba em Portugal, que decorreu a bordo do MSC Magnifica, atracado no Terminal de Cruzeiros de Lisboa, a diplomata adiantou que o ano passado o destino recebeu 27.300 portugueses em férias, enquanto em 2016 visitaram Cuba 25.500, números que têm vindo a aumentar graças à aposta cada vez maior dos três operadores turísticos que têm programado operações charters no Verão, e da própria MSC Cruzeiros, uma das companhias que oferece cruzeiros à saída de Havana, mas também de Miami, passando pela capital cubana.

Recorde-se que no conjunto, os três operadores turísticos oferecem este Verão cinco mil lugares em charters para Varadero, aos sábados, que já se iniciou a 2 de Junho e termina a 6 de Outubro, em aviões da Orbest, e para Cayo Coco, às segundas-feiras, que começa a 9 de Julho e decorrerá até 10 de Setembro, em aparelhos da euroAtlantic Airways, com classe económica e executiva. Acresce, segundo a embaixadora, viagens de portugueses via Madrid ou Paris.

Mercedes Martinez Valdés, que passou em revista aos atributos turísticos de Cuba, indicou ainda que Cuba recebeu 4 milhões de turistas estrangeiros em 2016, número que aumentou para quase 4,7 milhões em 2017, encabeçada por canadianos, para dar ainda nota que próxima edição da FitCuba vai celebrar os 500 anos da cidade de Havana.

Os representantes da Sonhando, Solférias e iTravel foram unânimes em transmitir aos agentes de viagens presentes na apresentação a mensagem de que “Cuba é um destino fantástico”.

O país, que conta com 10 aeroportos internacionais, sete marinas e três portos de cruzeiros, dispõe actualmente de 67.709 quartos em 366 unidades hoteleiras e está a desenvolver mais 10.000 quartos a um ritmo de cerca de 2.500 quartos por ano. “Mas temos de melhorar”, nomeadamente ao nível “dos transportes internos e na formação”, concluiu a embaixadora de Cuba no nosso país.