Dedicação de Pedro Costa Ferreira à APAVT “tem sido inultrapassável”, afirma José Manuel Antunes

“Capacidade de liderança”, “honestidade” e até “teimosia” foram algumas das características de Pedro Costa Ferreira realçadas pelos mandatários da candidatura “Juntos pelo Futuro”, nomeadamente São da Graça (Graçatur), Fernando Guimarães (AVIC) e José Manuel Antunes (Sonhando).

Na apresentação da candidatura, a 14 de Setembro em Lisboa, São da Graça (Graçatur) sublinhou rever-se nas acções de Pedro Costa Ferreira “em tudo o que fez nos dois últimos mandatos” e agradeceu mesmo o facto de ele ter repensado a sua decisão e apresentar-se de novo a sufrágio. Fernando Guimarães (AVIC), que não pôde estar fisicamente presente, enviou uma nota em que descreveu o candidato como “um homem sério e competente” que, ao longo dos dois mandatos teve “uma dedicação à associação que poucos serão capazes de oferecer”. O mandatário referiu-se também à lista de candidatos, afirmando que “todos merecem a minha confiança”.

Já José Manuel Antunes (Sonhando) que conhece o candidato “há 30 e muitos anos” e que com ele tem lidado de perto durante praticamente o mesmo tempo, afirmou:“O Pedro é sério, é incorruptível, é honesto, é competente, é responsável e é líder”. Apaixonado pelo trabalho (…) nestes seis anos que está à frente da APAVT, a sua dedicação tem sido inultrapassável”, sublinhou, frisando ainda “a dimensão que deu à APAVT”, associação que considerou ter “uma representatividade profunda” e ser “a organização que conseguiu ser o elo de ligação do turismo”, um aspecto que se reflecte no seu congresso anual que é “representativo de todo o sector”. Estes aspectos, referiu, não são de hoje, não ficaram a dever-se a Pedro Costa Ferreira porque “já vinham de trás, mas o Pedro soube, não só mantê-los, como aprofundá-los”.

Apontando ao candidato o defeito da “teimosia” mas com “uma qualidade que para um teimoso é excelente: sabe ouvir”, algo que considerou ser “fundamental para um líder”, José Manuel Antunes terminou com um apelo ao voto: “Ainda que haja só uma lista, é essencial que todos votem”, afirmou.