Desidério Silva: Algarve tem de ser “destino multifacetado”

“O objectivo, obviamente, é aumentar o número de turistas durante a época baixa”, destacou Desidério Silva, presidente da Reigão de Turismo do Algarve, na apresentação do plano estratégico de marketing do destino, no segundo dia da BTL 2018.

A estratégia de marketing aposta no turismo de natureza, na gastronomia e nos vinhos e no turismo cultural. Para Desidério Silva, “o Algarve tem de ser assumido como um destino multifacetado, com uma oferta diversificada e coesa, completa e de excelência”, tem de ser uma região “que tenha propostas para todo o tipo de turistas”.

O programa cultural 365 Algarve pretende criar na região uma componente cultural associada ao turismo. Está de momento a decorrer a sua segunda edição, até Maio, sendo que está a ser preparada uma terceira edição “com mais qualidade e menos quantidade”. Como novidade em 2018 mostrou a nova versão da plataforma Visit Algarve, que apresenta “um Algarve genuíno, um Algarve onde todos tenham lugar”. O novo site tem como objectivo apresentar o Algarve menos conhecido, e fugir aos produtos sol, praia e golf.

Desidério Silva exaltou a importância do Cycling & Walking, em que “o Algarve foi escolhido como região-piloto”, que vem ajudar a que “na época baixa haja turistas, haja mais economia e mais emprego”. O objectivo é criar condições para estas práticas, com a construção de ciclovias, como é o caso da Ecovia que ligará o Algarve não só ao Norte do país, mas também a Espanha e à Europa. Destaque para o Portuguese Trails, parceria com o Turismo de Portugal, uma plataforma que apresenta em cinco idiomas rotas, percursos, programas e outros serviços ligados a estas actividades e que pretende apresentar o país como o destino de eleição do cicloturismo e das caminhadas.

No turismo de natureza foi falado também na 4ª edição da Nature Week, a ocorrer este ano em Lagos no mês de Abril, com passeios e actividades, num evento em parceria com cerca de 60 empresas da região. Está a ser, também, desenhado um Guia de Turismo de Natureza Júnior, para crianças entre os seis e os 10 anos, que dá a descobrir os tesouros naturais do Algarve. Por seu lado, o Algarve Cooking Vacations pretende “firmar o Algarve como destino de excelência para programas de aprendizagem e culinária enológica”, pois “muitas vezes conquistamos as pessoas pelo sabor, pelo paladar”, conclui Desidério Silva.