Dormidas de estrangeiros animam hotelaria de Lisboa

No passado mês de Julho, a hotelaria da área metropolitana de Lisboa cresceu 3,8% em hóspedes e 6,2% em dormidas face a Julho de 2012, indicadores que reflectem um forte crescimento por parte dos mercados externos, uma vez que o mercado nacional caiu tanto em hóspedes como em dormidas, segundo dados do Observatório do Turismo de Lisboa. No total, Lisboa registou um total de 1.981.359 hóspedes, dos quais 1.318.593 eram provenientes de mercados externos, o que representa uma subida de 7,6%, enquanto o número de hóspedes nacionais se ficou apenas pelos 662.766, o que traduz uma descida de 2,9%. E também ao nível das dormidas foi fundamental o crescimento dos mercados externos, uma vez que, do total de 4.476.055 dormidas registadas em Julho pela hotelaria de Lisboa, 3.344.943 das dormidas foram originadas por turistas estrangeiros, o que representa uma subida de 8,7%, ao contrário do que aconteceu no mercado doméstico, que registou apenas 1.131.112 dormidas, descida de 1,8%. Por mercados, a maioria das dormidas registadas na hotelaria de Lisboa diz respeito ao mercado espanhol, num total de 384.917 dormidas, isto apesar de este mercado estar em queda, apresentando um decréscimo de 11,7% face a Julho de 2012. No extremo oposto estão os brasileiros e os alemães que, logo a seguir aos espanhóis, foram os mercados que maior número de dormidas geraram em Lisboa, num total de 356.284 dormidas no caso dos brasileiros, o que se traduz numa subida de 2,4%, enquanto o mercado alemão, que registou 342.930 dormidas, apresentou um forte crescimento, subindo 21,5%. Logo de seguida no ranking das dormidas surge o mercado francês, com 332.073 dormidas, o que se traduz numa subida de 12,2%, bem como o britânico, que foi responsável por 234.558 dormidas, subindo 10,2%. Positivo é também o número de dormidas do mercado da Escandinávia, que realizou 231.692 dormidas, subida de 32,9%, e dos EUA, onde se registou um crescimento de 17,3%, para 215.938 dormidas, seguindo-se a Holanda, com 131.489 dormidas e um crescimento de 7%, bem como a Rússia, com 108.141 dormidas, o que resulta numa subida de 28,6%. Além do mercado espanhol, também o italiano está em queda na hotelaria lisboeta, apresentando uma descida de 5,6% ao nível das dormidas, que se ficaram pelas 177.222 dormidas. Além do número de hóspedes e das dormidas, também ao nível dos proveitos o mês de Julho foi positivo para a hotelaria da área metropolitana de Lisboa, subindo 5,7%, para mais de 265 milhões de euros. I.M.

(Visited 5 times, 1 visits today)