“Em equipa vencedora não se mexe”, diz secretária de Estado do Turismo

Aquando da sua visita ao World Travel Market 2019, nesta terça-feira, Rita Marques falou ao Turisver.com da continuidade que pretende dar ao trabalho da anterior Secretaria de Estado do Turismo, e afirma que “estamos tranquilamente a trabalhar no mesmo registo que estávamos há meia dúzia de meses”.

A máxima “em equipa vencedora não se mexe” aplica-se também ao trabalho realizado em cooperação com o Turismo de Portugal. “O mandato do TP tem sido executado muito bem e não há intenções algumas de alterar equipas”, atesta a SET, que continua: “A relação institucional com o Turismo de Portugal é extraordinária e tem imprimido um dinamismo muito interessante no sector”.

A política assumida pela nova Secretaria de Estado do Turismo é de continuidade, mas visa também uma revisão da Estratégia 2027. “É tempo de revisitar esta estratégia, por muito que seja oportuna há sempre espaço para revisitar e melhorar”, elucida Rita Marques. Assim, uma das prioridades da Secretaria passa por “revisitar a estratégia 2027 e alinhá-la ao 2030, ao quadro comunitário, envolvendo todos os stakeholders, como de resto foi feito no passado”.

Nos passos que se seguem, mais de imediato, “há uma série de projectos que estão prontos a ser lançados”, entre os quais destaca o Revive Natureza, cujo diploma saiu a semana passada. “Agora é trabalhar os contratos de concessão e pô-los cá fora o mais depressa possível, idealmente ainda no primeiro trimestre de 2020”, atesta. Existem, ainda, “projectos que foram muito bem trabalhados pela anterior secretária de Estado e que vão ver a luz do dia”, bem como “outros que estamos a desenhar também em articulação com os stakeholders”.