Emirates comemora aniversário da rota mais longa do mundo

A Emirates está a comemorar o primeiro ano de sucesso da rota mais longa do mundo em A380, após a modernização do avião para dois andares no serviço sem escalas entre Dubai e Auckland, na Nova Zelândia.

Os 12 meses da rota sem escalas iniciaram por voar num Boeing 777-200LR, de 266 lugares, e desde 30 de Outubro do ano passado num A380, com 491 lugares. O piso superior do A380 disponibiliza 14 suites de Primeira Classe e 76 assentos em Classe Executiva, bem como Shower SPAs na parte da frente e um Lounge a bordo, na parte traseira.

A companhia aérea afirma que o Boeing 777-200LR foi o avião ideal para iniciar a rota e que o aumento da capacidade oferecida pelo A380 conseguiu que o período de lançamento fosse bem-sucedido, sendo que agora a Emirates pode oferecer serviço em A380 entre várias cidades da Europa e a Nova Zelândia, com uma única paragem no seu hub, no Dubai.

Neste primeiro ano a operar a rota sem escalas, a Emirates atingiu uma taxa de ocupação total superior a 80%. O tempo médio de voo em direcção ao norte foi de 16 horas e 57 minutos e em direcção ao sul de 15 horas e 38 minutos, ligeiramente melhor comparativamente aos horários de voo programados.

Actualmente, a Emirates dispõe de 93 A380 na sua frota, com mais de 45 encomendados. Entre os vários destinos da Europa servidos pelo A380 encontram-se cidades como Londres, Paris, Roma, Amesterdão, Munique, Madrid, Moscovo, Zurique, Praga, Viena e Copenhaga. A versatilidade do A380 levou à expansão dos destinos do avião, sendo actualmente 44 e, partir deste mês, passarão a incluir São Paulo e Casablanca.