ESHTE e INATEL lançaram livro “The New Package Travel Directive”

Totalmente em inglês e resultante  das comunicações apresentadas na 1ª Conferência ESHTE / INATEL sobre a nova Directiva das Viagens Organizadas, melhoradas para o efeito pelos autores, “The New Package Travel Directive” teve a coordenação de Vincenzo Franceschelli, Francesco Morandi e Carlos Torres que, na apresentação, afirmou acreditar que o compêndio agora lançado irá constituir-se “numa referência em termos internacionais”. O lançamento, que decorreu a 9 de Outubro no Teatro da Trindade, em Lisboa, contou com a presença da secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho.

Lançado que está o livro, Carlos Torres avança que a sua publicação “permite-nos perspectivar outros voos”, nomeadamente o lançamento de um novo livro no próximo ano que “já tem cerca de 600 páginas garantidas” e será, segundo afirmou”, “um livro altamente inovador” que fará com que Portugal esteja de novo no centro das atenções no que se refere a legislação do turismo.

Raul Filipe, presidente da ESHTE, uma das entidades responsáveis pela publicação do livro sublinhou o objectivo do mesmo: “contribuir para o conhecimento e divulgação da legislação da actividade turística”, acrescentando que “este livro, além de cumprir uma função académica e pedagógica, cumpre também o propósito de transmitir o conhecimento legal tão necessário aos intervenientes na actividade turística”. Daí avançar a certeza que ““The New Package Travel Directive” irá constituir “uma ferramenta de enorme utilidade para todos os que estudam, trabalham, ou simplesmente se interessam pela actividade turística”.

Destacou igualmente tratar-se de um caso que mostra as “possibilidades de colaboração entre uma Fundação de renome como o INATEL e a ESHTE enquanto instituição de ensino superior de referência”.

A encerrar a sessão, a secretária de Estado do Turismo começou por avançar com alguns indicadores turísticos para transmitir à plateia, formada por muitos especialistas estrangeiros, que o turismo foi um dos grandes responsáveis pelo “salto” económico de Portugal que conseguiu “mostrar ao mundo que há uma alternativa à austeridade”. Deixando claro que “o turismo é responsável pela viragem económica do país”, disse acreditar que, graças à inversão económica conseguida com base no turismo “Portugal vai ser um case study no mundo”.

Em referência ao livro, Ana Mendes Godinho adiantou que ele vai ser “uma ajuda na complicada tarefa de transpor para Portugal a nova Directiva das Viagens Organizadas”, uma dificuldade que advém, disse, do facto de “haver muitas opiniões, muitos interesses por trás”.

Deixou ainda um desafio aos especialistas presentes: “ajudem-nos a avaliar o fundo para a sustentabilidade turística, um programa único que criámos e em que pedimos a colaboração da sociedade civil na apresentação de projectos”.

Javier Melgosa Arcos, Marc McDonald, Ernst Führich, Laurence Jégouzo, Sarah Prager, Michael Wukoschitz, Antonia Paniza, Francesco Torchia, Stephen Mason, Silvia Feliu, Julio Facal, Diego Raul Gonzalez, Gianluca Rossoni, Jacqueline Tanti-Dougall, Ana Branca Soeiro de Carvalho, Manuel David Masseno, Joandre Ferraz, Marcelo Oliveira Belén Ferrer Tapia, Afonso Café, João Vidal, Virgílio Machado, Maria Ângela Carrascalão, Stephan Keiler, Andrej Mićović, Diego Benítez , Raúl Pérez Guerra, María Matilde Ceballos Martín, são os autores que deram contributos ao livros agora editado. Alguns deles estiveram presentes na sessão que contou também com a presença do presidente da Fundação INATEL, Francisco Madelino.