Estatísticas confirmam recuperação do turismo madeirense

O turismo madeirense está em recuperação, como confirmam os dados preliminares avançados ontem pela Direcção Regional de Estatística da Madeira, que apontam crescimentos em praticamente todos os indicadores turísticos ao longo do primeiro trimestre do ano. ?Nos primeiros três meses de 2013, o destino Madeira cresceu em todos os seus indicadores de produção turística. Os dados preliminares avançados pela Direcção Regional de Estatística apontam para crescimentos que chegam aos 20%, no caso do rendimento por quarto?, congratula-se a Secretaria Regional de Cultura, Turismo e Transportes da Madeira em comunicado. Entre Janeiro e Março, a Madeira recebeu um total de 194 mil hóspedes, que geraram 1.111 mil dormidas na hotelaria regional, com uma estada média a rondar as 5,7 noites, números que se traduzem em crescimentos de 5,5% nos hóspedes e 8,2%, nas dormidas, enquanto a estada média subiu ligeiramente. E também nos proveitos totais o primeiro trimestre do ano foi sinónimo de crescimento, com este indicador a apresentar uma subida de 11,7% face a igual período do ano anterior, num total de 49.422 milhões de euros, enquanto a rentabilidade por quarto cresceu 20%, num revPar que se situou nos 27,57 euros. Mas as boas notícias estendem-se também ao mês de Março, com o INE a indicar que a Madeira registou a taxa de ocupação mais alta do país, numa média de 53,8%, sendo que apenas Lisboa conseguiu a taxa mais próxima, com 43,5% de ocupação. Em termos de rentabilidade, a Madeira foi a segunda região país a apresentar o rendimento por quarto mais elevado no mês de Março, situado nos 32,3 euros, sendo apenas ultrapassado por Lisboa, que surge com um revPar de 33,8 euros. Já nos proveitos totais, a Madeira voltou a ser a segunda região do país, com um crescimento de 11,5%, apenas ultrapassada pelo Algarve, que aumentou os seus proveitos em 16,9%. I.M.