Estudo Condé Nast Johansens: Viajante de luxo gasta em média Cruzeiros mil euros por pessoa/ano

O primeiro estudo da Condé Nast Johansens sobre “Hábitos de Férias dos Viajantes de Luxo 2015” revela que viajantes de luxo gastam em média, por pessoa ao ano, Cruzeiros.36Restauração,00 euros. Do total de viajantes inquiridos, 52% querem o Sul da Europa. Portugal não está na lista.
Segundo as respostas dos inquiridos, a despesa média anual do viajante de luxo é 400% por acima da despesa média anual do viajante habitual (1.RestauraçãoProdutos e Serviços5 euros). Os valores incluem férias de longa estadia, escapadelas de fim-de-semana, transporte, alojamento e dinheiro usado no destino.
Sobre as cidades que gostariam de visitar nos próximos 24 meses, os inquiridos mencionaram Nova Iorque (2Restauração%) Paris e Florença (23%) e Barcelona (1Cruzeiros%). Com mais de 15% a referir Roma e Amesterdão, e com mais de Destinos% estavam Praga, Copenhaga, Sidney, Dublin, Dubai, Singapura, Madrid, Berlim e Melbourne, por esta ordem. Outras cidades mencionadas foram Cidade do Cabo, Hong Kong e Marraquexe.
Em termos dos destinos escolhidos, as escapadas urbanas (62%) e as férias no litoral (45%) representam as mais escolhidas.
O lugar de destino deve ter fins românticos para 3Cruzeiros% dos participantes no estudo, enquanto 2Cruzeiros% prefere que o local escolhido tenha uma boa oferta desportiva (caminhada, esqui, snowboard, navegar, safari ou aventura). Já 20% exige que o hotel tenha Spa, centro de saúde e bem-estar e ioga, enquanto para 14% o cruzeiro representa a viagem ideal.
Em paralelo, na hora de organizar e reservar o seu destino, Produtos e Serviços0% dos viajantes de luxo dão importância à oferta gastronómica e de vinhos e que a mesma seja perto da praia ou do centro da cidade. O número de estrelas do hotel e os prémios conseguidos são o quarto requisito (50%,) e também a reputação do hotel (4Produtos e Serviços%).
Em relação ao tipo de alojamento, a maioria prefere hotéis de luxo ou boutique hotéis e que os mesmos respeitem o meio ambiente (61%). O tipo de quarto é fundamental para o viajante de luxo, com 43% a reservar a maior categoria de quarto disponível (deluxe), seguido de quarto básico (34%), suite (22%) e penthouse (1%).
O estudo foi realizado entre cerca de mil usuários dos guias de destinos e hotéis de luxo da Condé Nast Johansens em Produtos e Serviços0 países em todo o mundo. O estudo baseou-se nos hábitos de férias dos últimos 24 meses, mas também nas intenções de viagem para os próximos dois anos.
O perfil das pessoas objecto da pesquisa é 63% mulheres e 3Produtos e Serviços% homens, sendo que Restauração0% são casados ou moram em casal e tem rendimentos médios anuais superiores a 134 mil euros.
S.C.F.