Estudo da CTP contribui para reforçar competitividade do sector

O presidente da Confederação do Turismo Português (CTP), Francisco Calheiros, considerou ontem que o estudo ?Melhores Competências! Melhor Turismo?? pretende ajudar o sector a ter maior capacidade de resposta no contexto de competição global, uma batalha que, referiu, implica diversos desafios. ?Procuramos desenvolver iniciativas que representem um contributo para dotar o sector de maior capacidade de resposta no contexto de competição global. É nessa esfera de actuação que se inclui o estudo que hoje [fusion_builder_container hundred_percent=”yes” overflow=”visible”][fusion_builder_row][fusion_builder_column type=”1_1″ background_position=”left top” background_color=”” border_size=”” border_color=”” border_style=”solid” spacing=”yes” background_image=”” background_repeat=”no-repeat” padding=”” margin_top=”0px” margin_bottom=”0px” class=”” id=”” animation_type=”” animation_speed=”0.3″ animation_direction=”left” hide_on_mobile=”no” center_content=”no” min_height=”none”][ontem] apresentamos?, disse Francisco Calheiros, durante a apresentação do estudo, na Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa. Mas, como lembrou o responsável, esse reforço de competitividade ?implica, entre muitos outros desafios, ser capaz de diversificar produtos, segmentar mercados, reduzir a dependência dos mercados emissores tradicionais e chegar com expressão aos novos mercados emergentes?, além de significar também que se continua a qualificar a oferta, assegurando que o seu desenvolvimento é realizado de forma sustentável. Neste sentido, o presidente da CTP pediu também ao Governo que ?não esqueça a necessidade de assegurar ao nível das políticas públicas uma actuação condizente com o estatuto do sector e com o seu potencial de desenvolvimento?. No entanto, Francisco Calheiros defende que, em primeiro lugar, é necessário ?reunir as condições que nos permitam cumprir esse percurso de desenvolvimento?, desde logo ao nível fiscal e da política de incentivos, mas também da formação profissional e apoio à iniciativa empresarial. ?Para valorizar tudo isso precisamos de continuar a investir na qualificação dos nossos recursos humanos e a assegurar que estes têm as competências que o mercado precisa?, acrescentou Francisco Calheiros. O estudo ?Melhores Competências! Melhor Turismo?? foi encomendado pela CTP à Quaternaire Portugal e pretendeu apurar os principais desafios que se colocam ao sector ao nível do desenvolvimento dos recursos humanos, apontando as competências com potencial de desenvolvimento. Baseado em três sectores de análise, nomeadamente hotelaria, restauração e ?outras actividades turísticas?, o estudo aponta a gestão como uma das principais competências a desenvolver, além da comunicação e interacção com os clientes, entre outras competências. Ao nível da gestão, o estudo recomenda a concepção de novo produtos e serviços, bem como a monitorização da actividade e dos seus resultados, com integração das tecnologias da informação na gestão, além da diversificação dos canais de promoção e comercialização online, visando a eficiência económica. Já quanto à comunicação com os clientes, o estudo recomenda a aposta num tratamento diferenciado, com destaque para factores como a simpatia, a comunicação ou a apresentação, devendo a promoção/venda integrar também esta vertente. O estudo aponta ainda outras competências transversais, onde o trabalho em equipa e a gestão de relações de trabalho, a flexibilidade e a adaptabilidade face às situações profissionais, bem como à evolução tecnológica são factores a desenvolver. O estudo também salienta a necessidade de qualificar os profissionais do sector, através de uma estratégia de formação para os empresários e gestores de pequenas e médias empresas, bem como de capacitação do tecido empresarial, tal como acontece noutros sectores. I.M.[/fusion_builder_column][/fusion_builder_row][/fusion_builder_container]