Everjets suspende rota regular para a Madeira (actualização)

Após seis meses de operação, a companhia aérea Everjets decidiu suspender, a partir do final desta semana, os seus voos regulares entre o Continente e a Madeira. A suspensão foi conhecida sábado através da RTP Madeira, mas esta segunda-feira a companhia emitiu um comunicado em que explica que, a partir de agora, a opção, para o Funchal e para o Porto Santo, é pelos voos charter.

Em comunicado recebido na nossa redacção na tarde desta segunda-feira, a companhia aérea explica que “está a reorganizar a sua operação na Madeira e vai apostar, já a partir de Junho, nas operações charter para o Funchal e Porto Santo. José Pereira, director executivo da Everjets, citado no comunicado, afirma que “esta é uma aposta nas necessidades dos madeirenses, na sua economia e na dinamização do turismo”.

O director executivo da Everjets adianta que “o redireccionamento dos voos é uma estratégia para a Everjets, já que os nossos planos nunca foram ficar apenas pela Madeira, não faria sentido. Já fazemos actualmente voos charter, e vamos continuar a diversificar esta oferta”.

Assim, afirma a companhia, “os voos regulares para o Funchal serão suspensos a partir de 15 de Maio, sendo a operação da Everjets concentrada nos voos charter nos meses seguintes” A transportadora esclarece ainda que “os clientes com reservas já efetuadas terão os seus direitos protegidos de acordo com o previsto na Lei”.

A notícia da suspensão das ligações aéreas entre o Continente e a Madeira já a partir do final desta semana tinha sido avançada no passado sábado pela RTP Madeira. No site da companhia, o Turisver.com verificou que o último dia para o qual a Everjets ainda aceita reservas entre Lisboa e o Funchal é para a próxima sexta-feira, dia 13 de Maio.

Segundo a companhia avançou à RTP Madeira, a suspensão dos voos entre o Continente e a Madeira fica a dever-se à fraca procura registada. “A operação tem vindo a ser adaptada às necessidades do mercado que são, efectivamente, menores do que aquelas previstas por todos os envolvidos no projecto”, afirmou a Everjets.

Recorde-se que a companhia de voos regulares Everjets tinha iniciado em meados de Novembro as ligações entre o Funchal e o Continente, e segundo foi avançado na altura pelo seu director executivo, José Pereira, previa transportar 50 mil passageiros por mês nos dois sentidos.