Faróis portugueses atraem visitantes

Os 28 faróis portugueses abertos ao público no Continente, Madeira e Açores contabilizaram quase 74 mil visitantes em 2017, quando em 2016 o número tinha rondado os 64,5 mil, ou seja, uma subida de mais de 9 mil visitas.

No topo das preferências, de acordo com o site da Associação dos Portos de Portugal, está o Farol da Ponta do Pargo, na Madeira, que registou 14.232 visitantes no ano findo. O segundo e terceiro faróis portugueses mais visitados situam-se no continente e são o Farol de Aveiro e o Farol de Santa Maria, que registaram 9.723 e 7.056 visitantes, respectivamente.

No Continente, os 15 faróis abertos ao público registaram 41.738 visitantes. Na Madeira, os dois faróis abertos ao público totalizaram 20.857 visitantes, enquanto nos Açores os 11 faróis abertos ao público foram visitados por 11.297 pessoas.
Os faróis sempre foram um local de fascínio para as populações e para os turistas, quer pela ideia mística do seu isolamento, quer pelo riquíssimo património arquitectónico e cientifico que lhe está associado.

Reconhecendo este interesse, consubstanciado nos milhares de pedidos de visitas que anualmente chegavam à Direcção de Faróis, e inserido na política de divulgação da história, património e actividade dos faróis e faroleiros, foi implementado um projecto-piloto de abertura de alguns faróis ao público, iniciativa que teve o seu início em 2011.