Fernando Pinto deixa a TAP ao fim de 17 anos

O anúncio foi feito esta quinta-feira, 11 de Janeiro, pelo próprio Fernando Pinto, numa extensa carta dirigida aos trabalhadores da empresa. O senhor que se segue na presidência executiva é Antonoaldo Neves, nome que terá que ser ratificado na Assembleia Geral de dia 31. Entretanto, o Ministério do Planeamento e das Infra-estruturas manifestou “inequívoco reconhecimento” pelo trabalho de Fernando Pinto.

Foi através de uma extensa carta que Fernando Pinto se despediu dos trabalhadores da TAP, confirmando a sua saída “em breve” da direcção executiva da empresa onde esteve ao longo dos últimos 17 anos. À TAP, Fernando Pinto chegou em Outubro de 2000 para ter, até hoje, aquela que considera ser, na missiva aos trabalhadores, “a experiência mais enriquecedora” da sua carreira.

Afasta-se agora “com grande orgulho” pelo caminho trilhado e pelo trabalho desenvolvido: “A empresa está no bom caminho e sinto-me plenamente realizado (…) o meu sentimento hoje é de absoluta realização profissional e pessoal. De missão cumprida”, escreve, anunciando também que não se trata de um adeus definitivo pois “continuarei ligado à companhia nos próximos dois anos enquanto assessor da TAP. Não é assim, nem jamais será, um adeus”.

Ainda na mesma carta Fernando Pinto avança o nome do seu sucessor, Antonoaldo Neves, antigo presidente executivo da brasileira Azul, um nome que deixa Pinto descansado sobre o rumo da companhia: “Estou absolutamente seguro de que com a liderança de Antonoaldo, a TAP continuará neste incrível processo de crescimento”, afirma.

Segundo avança o Expresso no seu site, o nome de Antonoaldo Neves terá ainda que ser aprovado em Assembleia Geral a realizar no próximo dia 31 de Janeiro.

Entretanto, o Governo, através do Ministério do Planeamento e das Infra-estruturas já se pronunciou sobre a saída de Fernando Pinto do cargo de CEO da TAP. Em comunicado, o Ministério manifesta o seu “inequívoco reconhecimento” pelo trabalho desenvolvido pelo gestor ao longo de 17 anos.

“No momento em que Fernando Pinto cessa funções como presidente da Comissão Executiva, o Governo manifesta o seu inequívoco reconhecimento pelo papel que desempenhou no equilíbrio e desenvolvimento da TAP na última década e meia”, lê-se no comunicado.