Festas perturbam descanso dos turistas em Cascais

Turistas estão a ficar “com a cabeça à roda” com o barulho provocado pelos concertos das Festas do Mar em Cascais que se realizam na Baía, e já começaram a reclamar da falta de sossego. Em declarações ao Publico online do passado dia 15, o director do Hotel Baía que se situa agora paredes meias com o palco onde se realizam os concertos das Festas do Mar, afirmava que “o volume de som dos concertos é extraordinariamente alto e há ensaios durante a tarde. As pessoas que pagam para descansar não conseguem fazê-lo antes das 00h30 ou 1h00”. Outro dos aspectos que prejudica esta unidade hoteleira que fica no “centro do furacão” das festas, são os cortes de trânsito que condicionam os acessos ao hotel. O presidente da câmara de Cascais, Carlos Carreiras, em diversas declarações publicadas na imprensa, tem vido a salientar a importância deste cartaz do concelho que não tem só os espectáculos como atractivos, afirmando que “durante as Festas do Mar, o sector hoteleiro e a restauração apresentam um dos seus picos de actividade”. Se para a cidade de Cascais os milhares de visitantes que por lá passam vão deixando algum retorno, ninguém tem dúvidas, já para o sector da hotelaria as opiniões não são consensuais, afirmando o presidente da Associação de Hoteleiros da Costa do Estoril, Sintra e Mafra, José Gomes Ferreira, ao Público online, que “as Festas não trazem pessoas para a hotelaria, mas sim para o comércio”. J.L.E.