FITUR: Empresas africanas, espanholas e portuguesas analisaram possibilidades de negócio e cooperação

As novas oportunidades de negócio e cooperação foram analisadas durante a INVESTOUR que ontem teve lugar no âmbito da FITUR. No evento, em que participaram altos representantes do sector turístico, público e privado, foi analisado o turismo em África e a sua relação com Portugal e Espanha. A propósito, o secretário-geral da OMT, Taleb Rifai, afirmou acreditar no “grande potencial do turismo africano”, sublinhando que durante o ano pasado “mais de 56 milhões de turistas chegaram a África, o que supõe um crescimento de 5%” face ao ano anterior, ao mesmo tempo que os gastos turísticos na região se cifraram nos “40.000 milhões de dólares”. Mesmo assim, Rifai alertou para as “inúmeras barreiras” que se colocam ao turismo africano, nomeadamente a falta de conectividade aérea, a emissão de vistos e a escassez de financiamento das infra-estruturas, tanto hoteleiras como de vías de comunicação”. M.F.