Formação e defesa da carreira são objectivas da nova direcção da ADHP

Organização interna, formação e defesa da carreira de director de Hotel são os três principais objectivos que pretende alcançar a nova direcção da ADHP ? Associação dos Directores de Hotéis de Portugal, cujos órgãos sociais para o triénio 2013/2016 tomaram posse no passado dia 3. De acordo com a intervenção então proferida pelo novo presidente, Raul Ribeiro Ferreira, a ADHP vai dar continuidade à formação contínua com cursos de especialização e formações temáticas nas várias áreas da hotelaria. A associação continuará também a prosseguir o reforço do papel das delegações regionais, com a nova direcção a pretender igualmente desenvolver a marca ADHP. O novo responsável sublinhou também a importância da realização, em Outubro, do Congresso Nacional de Hotelaria onde a Associação pretende debater os novos desafios e as novas tendências da gestão hoteleira e chamou a atenção para actual situação da formação na área do Turismo e Hotelaria. Sobre a formação a nível superior realçou que não se deverá recuar no caminho, que já começou há mais de 20 anos, afirmando que era importante não estragar o que estava para trás. Raul Ribeiro Ferreira focou igualmente o ?descontentamento que a Associação sente na revogação do Decreto-lei nº 271/82 que regulava o acesso ao exercício da função de director de Hotel e na desconfiança, que uma vez mais se sente, quando se sabe que está em curso uma alteração ao RJET (decreto-lei 228/2009) e que se prevê possa haver a tentação de mexer no Art. 47, alínea 2, que regulamenta a responsabilidade operacional dos empreendimentos hoteleiros de cinco, quatro e três estrelas, que deve caber a um funcionário habilitado ao exercício da profissão de director de hotel?, segundo se lê no comunicado da ADHP. M.F.