Fórum Turismo 2.1 : Operadores e agências de viagens debateram mudanças de paradigma do sector

O Fórum Turismo 2.1 organizou na última quarta-feira, no Vip Grand Lisboa Hotel & Spa, o evento Opiniões em Debate com o tema ?Partilha de custos e esforços: O que podem os operadores turísticos e agências de viagens fazer em conjunto para alterar o paradigma atual??, com intervenções de Ricardo Teles, Nuno Anjos e Constantino Pinto. Criado com o objectivo de debater mensalmente temas pertinentes do sector das viagens e turismo, em que palestrantes e participantes possam debater ideias e experiencias, neste encontro a organização atingiu o seu objectivo. Com a presença de mais de 25 profissionais das viagens, com incidência em quadros qualificados de várias empresas, o debate decorreu fluido, com elementos da plateia como Thimóteo Gonçalves, Luís Tonicha, Miguel Quintas, Miguel Ferreira e Nuno Paixão entre outros, a participarem activamente no debate. Em cima da mesa estiveram vários temas que têm a ver com o relacionamento entre os operadores turísticos e os agentes de viagens, a começar pelo estabelecimento de parcerias e a forma como elas são implementadas, com os vários intervenientes a defenderem uma maior transparência e uma maior co-responsabilização entre os intervenientes no negocio. A propósito deste tema, Constantino Pinto sublinhou que ?não pode deixar de causar-nos estranheza a pouca transparência com que negociamos e a facilidade com que guardamos cartas na manga?, enquanto Ricardo Teles deixou um alerta: ?Quem entender seguir sozinho, seguramente falhará. Quem entender o conceito de parceria, terá boas hipóteses de ter sucesso?, afirmou. O modo como a agência de viagens interpreta o seu cliente e a forma como vende o seu produto foi outro dos temas que esteve em cima da mesa, com Nuno Anjos a afirmar que ?os passos que estão nesta altura a ser dados apensas representam a passagem de comissões para o cliente final, com prejuízo para todos aqueles que continuam a apostar numa qualidade de serviço e produtos acima da média?. A importância da aposta na formação em vendas para os agentes de viagens, a angariação e formas de fidelização de clientes, o excesso de produto colocado no mercado pelos operadores turísticos e a falta de especialização em produtos específicos, tanto por parte dos agentes de viagens como dos operadores turísticos foram outros dos temas abordados ao longo de mais de hora e meia de debate. O próximo Opiniões em Debate está já marcado, vai acontecer dia 8 de Maio, no mesmo local, sob o tema ?Crescimento das vendas online: Como se devem posicionar as empresas? Qual o custo de estar presente hoje em dia no online??. J.L.E.