Furacão Irma obriga Sonhando a suspender operação para Cayo Coco até fim do Verão

Devido às condições climáticas e à previsão dos efeitos do furacão Irma que está a assolar a região das Caraíbas, o operador turístico Sonhando decidiu suspender a operação para o pólo turístico cubano de Cayo Coco, até ao fim deste Verão. Todos os passageiros que tinham previsto iniciar as suas férias este sábado para Varadero e esta segunda-feira para Cayo Coco poderão remarcar as mesmas para as saídas de 16, 23, 30 de Setembro e 7 de Outubro com destino a Varadero sem qualquer aumento de custo.

Na nota enviada à Comunicação Social, a Sonhando, responsável pela grande operação turística entre Portugal e Cuba, dá conta da situação dos seus passageiros que se encontram em Cuba, e do realinhamento das operações.
Segundo o operador, os 227 portugueses que estavam nos diversos resorts de Cayo Coco e Cayo Guillermo foram quinta-feira, “coordenada e ordeiramente”, transferidos para Varadero juntamente com a tripulação da Euro Atlantic Airways, companhia que opera o voo para este destino, estando “tranquilamente” instalados no Hotel Ocean El Patriarca, de cinco estrelas, em regime de Tudo Incluído. Os restantes 50 passageiros do voo, operados por outro operador, foram transferidos para o Hotel Tryp Habana Libre, em Havana.
Por outro lado, de acordo com a Sonhando, os passageiros que previsivelmente deveriam regressar esta segunda-feira a Portugal, com saída de Cayo Coco, partirão de Varadero, onde já se encontram, no mesmo dia e em horário similar.

Os passageiros de férias em Varadero estão alojados nos respectivos hotéis e regressarão a Portugal no dia previsto. Se por razões de segurança o voo não se puder realizar de Varadero será efectuado de Havana, sensivelmente no horário previsto. Neste caso os passageiros serão transferidos em segurança para Havana.

O operador turístico assegura que os seus oito funcionários em Cuba “estão as 24h por dia em acompanhamento permanente aos clientes, sendo que cinco deles estão alojados no mesmo hotel dos clientes”.
A Sonhando “congratula-se pela forma exemplar como as autoridades cubanas têm gerido e colaborado com este plano de contingência, coordenado pelo nosso parceiro local Gaviota Tours, o que nos dá total garantia de eficiência e reforça a nossa confiança no destino de Cuba”, conclui a nota.