Futuroscope: quatro anos consecutivos de crescimento

O Futuroscope atingiu o objectivo que tinha delineado para o ano que passou de atingir os dois milhões de visitantes. Ano de 2017 que foi, também, o quarto consecutivo a nível de crescimento de receitas, que ascenderam aos 107,8 milhões de euros.

O espaço que oferece experiências lúdico-educacionais é o segundo principal parque de diversões de França, com mais de 50 milhões de visitantes, desde que abriu portas em 1987. Os 107,8 milhões de euros de receitas em vendas, verificados no ano que passou, representam um crescimento superior a 6% comparativamente a 2016, com 101 milhões de euros em facturação.

Quanto a Portugal, as visitas ao parque são sobretudo do “mercado escolar”, através de visitas de estudo de colégios e escolas portuguesas. Dos visitantes portugueses ao parque de diversões 26% são individuais e 74% viagens de grupo. Segundo Montse Balaguer, directora do Futuroscope para Espanha e Portugal, “as famílias estão a crescer, mas continua a ser um mercado pequeno”.

O parque, localizado perto de Poitiers, a cerca de 1h15m de comboio de Paris, estende-se ao longo de 60 hectares e oferece 25 experiências distintas, para adultos e crianças. Um 50% desta oferta é renovado a cada dois anos. Para 2018 apresenta duas grandes novidades, em concreto o Thomas Pesquet, Um Olhar Pelo Universo e o Sebastian Loeb Racing Xperience.

A primeira conta a viagem no espaço do astronauta Thomas Pesquet, com recurso a imagens projectadas no maior ecrã da Europa, em KineMAX com qualidade IMAX Laser 4K. A segunda, a abrir em Abril deste ano, é uma experiência de imersão ultra-realista em Realidade Virtual e 5D, que permite o visitante experienciar o que é ser o co-piloto do piloto de rali francês Sebastian Loeb.