Gonçalo Rebelo de Almeida: crescimento deverá abrandar em 2018

Para o ano em que comemora o 30 aniversário e vai abrir três novos hotéis, dois em Portugal e um no Brasil, a Vila Galé não perspectiva crescer ao ritmo de 2017, sobretudo porque “há diversos constrangimentos” que se colocam, segundo avançou o administrador do grupo, Gonçalo Rebelo de Almeida.

“Acredito que dificilmente o crescimento vá ultrapassar este ano os dois dígitos como em 2017″. Será mesmo assim, avança, “um ano igualmente positivo, talvez em linha com 2017 ou com um crescimento que não deverá ultrapassar os 5 a 6%”, afirmou, explicando que, embora previsivelmente o turismo em Portugal mantenha um crescimento consolidado, há constrangimentos que se colocam. Desde logo o facto de os hotéis no Verão já não terem muito espaço para crescer em ocupação, depois há o problema da capacidade do aeroporto de Lisboa. Acresce que regiões como o Algarve e a Madeira começam, novamente, a ter que enfrentar a concorrência de destinos em recuperação, como a Turquia e a Tunísia e, finalmente, há o problema do Brexit e do mercado britânico que “não tem estado a dar sinais muito positivos”.

Certo, para 2018, é que o Grupo Vila Galé vai abrir três novos hotéis, o que não acontecia, num mesmo ano, desde 2002. Para o dia 25 de Abril está já marcada a abertura do Vila Galé Sintra, a estreia do grupo na área da saúde. Depois, a 27 de Maio, abrirá o Vila Galé Collection Braga. Por último, em Setembro ou talvez um pouco antes porque as obras estão a correr muito bem, abrirá o Vila Galé Touros que marca a entrada da Vila Galé no estado brasileiro do Rio Grande do Norte. Já o Vila Galé Elvas e o Vila Galé Serra da Estrela, ambos em desenvolvimento mas a aguardar pareceres, apenas irão abrir no próximo ano.

Também este ano, a Vila Galé vai continuar a investir na renovação das suas unidades. Estão programados investimentos na ordem dos 5 milhões de euros, com a maior fatia a caber ao Vila Galé Ampalius, em Vilamoura, que está a ser alvo de uma profunda renovação. Neste hotel está prevista a abertura de dois novos restaurantes, o Massa Fina, um conceito descontraído de restauração que já está implantado no Vila Galé Estoril e no Vila Galé Collection Praia, na Praia da Galé, e um outro em que o grupo estreará um novo conceito de coffee house e que provavelmente irá ostentar a marca Vila Galé Café.

*Leia mais na edição de Fevereiro da revista Turisver