Grupo Pestana abre mais 10 hotéis até 2019

Até 2019 o Grupo Pestana planeia abrir mais 10 hotéis até 2019, num investimento que rondará os 35 a 45 milhões de euros por ano. No total será um aumento de cerca de 1.500 quartos e um investimento global a rondar os 150 a 180 milhões de euros.

A estratégia de internacionalização do Grupo Pestana vai sair reforçada com o plano de investimentos até 2019, apresentado esta terça-feira em conferência de Imprensa por José Roquette, administrador responsável pela área de desenvolvimento do Pestana Hotel Group.
Dos 10 projectos apresentados, seis terão dimensão internacional, com as novas aberturas a estarem marcadas para Amesterdão, Marraquexe, Madrid, Nova Iorque, Montevideu (Uruguai), e Rio de Janeiro, No último caso, o novo hotel, cuja construção já arrancou, vai situar-se na Barra da Tijuca e tem abertura prevista para antes do início dos Jogos Olímpicos. Aliás, apesar do plano apresentado ir até 2019, a verdade é qua a maior parte dos projectos deverá estar concluída antes disso, conforme avançou José Roquette: “Vamos abrir cerca de 1.500 novos quartos até 2019, o que é um número muito significativo. Em bom rigor, as aberturas vão acontecer quase todas até 2017 e 2018, embora um ou outro se possa atrasar um pouco”, disse.
Já em Portugal estão previstos projectos nos Açores (Baía Palace, em São Miguel), na Madeira “que será um pequeno hotel boutique no porto do Funchal”, em Lisboa (também um hotel boutique na Rua da Prata) e em Tróia, que irão juntar-se às três unidades abertas este ano (Pousada de Lisboa, Pestana Alvor South Beach e Vintage Porto) “acompanhando o bom momento do turismo nacional”, como salientou o executivo.
No plano de investimentos traçado até 2019 as verbas alocadas não serão apenas afectas à construção de novos empreendimentos. As remodelações em unidades já existentes, nomeadamente em Portugal, também não foram esquecidas, com José Roquette a garantir que “estamos permanentemente a reinvestir em todos os hotéis”.