Guimarães candidata-se a Capital Verde da Europa 2020

Sensibilizar e consciencializar a população para a sustentabilidade ambiental, tendo presente os objectivos do desenvolvimento sustentável 2030 das Nações Unidas, é o mote do Green Week, festival ambiental que culmina no processo de candidatura de Guimarães a Capital Verde Europeia.

O evento, que marcará a primeira semana de Junho (1 a 8) constitui uma oportunidade para integrar as mais diversas instituições e organizações de Guimarães – como associações, empresas, escolas e IPSSs –, abrange vários públicos e locais da cidade e conta com um vasto programa, que se destaca pelas acções de entretenimento, pela actividade física, pela gastronomia e, ainda, pela expressão cultural e artística.

O prémio é atribuído anualmente a uma cidade europeia com mais de 100 000 habitantes que tenha demonstrado um esforço na adopção de políticas e estratégias que melhorem os padrões ambientais e que promovam um desenvolvimento sustentável para o futuro.

Objectivo deste estatuto é incentivar as cidades europeias a tornarem-se locais mais atraentes e saudáveis – mais «próprios para viver». Podem candidatar-se todas as cidades dos 28 Estados-Membros da União Europeia, e são avaliadas em função de 12 indicadores, nomeadamente, atenuação das alterações climáticas e adaptação aos seus efeitos, transportes locais, zonas verdes urbanas que integram uma utilização sustentável do solo, natureza e biodiversidade, qualidade do ar ambiente, qualidade do ambiente acústico, produção e gestão de resíduos, gestão da água, tratamento de águas residuais, eco-inovação e emprego sustentável, eficiência energética, e gestão ambiental integrada.