Hotel Netto vai renascer como unidade de charme

O projecto de reabilitação do antigo Hotel Netto, há décadas em ruínas, vai estar a cargo da empresa Restelo Azul, Exploração Turística, à qual está ligado o empresário Carlos Saraiva. Segundo o procurador da empresa avançou à Agência Lusa, as obras deverão começar já no próximo mês de Abril.

A Restelo Azul, Exploração Turística foi a única empresa que concorreu à hasta pública, promovida pela Câmara de Sintra, para aquisição das ruínas e reabilitação do histórico Hotel Netto, em Sintra. No local vai agora nascer uma unidade de quatro estrelas com 34 quartos e suites.

Detida pela ex-mulher de Carlos Saraiva, a empresa Restelo Azul apresentou uma proposta pelo valor base de licitação de um milhão de euros, na modalidade de pagamento diferido, tendo-lhe sido adjudicada provisoriamente a venda mediante a entrega de 20% do montante da transacção, ou seja 200.000 euros.

Segundo noticiou a Agência Lusa, a empresa terá agora de pagar 30% quando a unidade abrir portas e duas prestações de 25% aos seis meses e após um ano da entrada em funcionamento do novo hotel, beneficiando de isenção de taxas municipais relacionadas com a recuperação do edifício.

Edifício do século XIX, onde o escritor Ferreira de Castro escreveu parte da sua obra, o Hotel Netto está em ruínas há décadas, tendo sido adquirido pela Câmara de Sintra em 2014, para ser adaptado a “hostel”, mas a autarquia decidiu-se pela venda perante o elevado custo de manutenção da fachada.

Situado na “zona de protecção” do Palácio Nacional de Sintra e junto ao Hotel Tivoli, o edifício possui uma área bruta de construção de 1.789 m2, um logradouro com 371 m2 e uma implantação de 459 m2.

(Visited 28 times, 1 visits today)