Hotelaria em Abril: proveitos também desceram

De acordo com os dados ontem divulgados pelo INE, num mês em que o número de hóspedes e de dormidas registaram quebras homólogas, também os proveitos da hotelaria acusaram uma ligeira redução face a Abril do ano passado. Em Abril deste ano, os proveitos totais da hotelaria ficaram-se em 141,8 milhões de euros, -1,4% que no mês homólogo do ano passado, enquanto os proveitos e aposento ficaram nos 96,7 milhões, com uma ligeira redução de 1,0% em termos homólogos. De acordo com o INE, os proveitos de aposento representaram 68,2% dos proveitos totais em Abril de 2013, enquanto em igual mês de 2012 o seu peso se situou em 67,9%. Já no acumulado dos primeiros quatro meses deste ano, os proveitos totais registaram uma variação homóloga positiva de 1,9%, enquanto os proveitos de aposento subiram 2,8%. As regiões do Norte e Lisboa apresentaram evoluções homólogas positivas em ambos os indicadores de proveitos, enquanto a região do Centro foi a mais afectada negativamente (-16,4% nos proveitos totais e -14,1% nos de aposento). O Alentejo foi outra das regiões em que se observaram quebras em ambos os indicadores, mas menos expressivas. O RevPAR foi 25,2 euros, inferior em 3,1% ao do período homólogo do ano passado, sendo que por regiões, apenas na Madeira se observou uma muito ligeira subida. M.F.