Hotelaria em Janeiro: dormidas sobem sustentadas pelos estrangeiros

Com as receitas a continuarem em linha descendente, a hotelaria viu em Janeiro subir o número de dormidas, que cresceu 1,1% face a Janeiro do ano passado, e 1,9% relativamente ao último mês de 2012. Uma vez mais, apenas os estrangeiros sustentaram esta evolução positiva, que abrangeu somente as regiões do Algarve e da Madeira. Os dados são do INE. Em Janeiro, a hotelaria nacional registou 1,6 milhões de dormidas, 1,1% acima do mês homólogo do ano passado e +1,9% que em Dezembro. Como vem sendo hábito, o crescimento foi determinado pelas dormidas de estrangeiros, que registaram uma evolução homóloga de +5,2% que no mês homólogo do ano passado, para 1,1 milhões, e 7,4% superior aos números de Dezembro último. No pólo oposto, as dormidas de residentes registaram uma variação de -6,2% face a Janeiro de 2012 (para 531,3 mil dormidas) e de -5,4% que no último mês do ano passado. O número de hóspedes decresceu 1,3% em termos homólogos para 642,9 mil hóspedes, com a estada média a ficar praticamente em linha com os resultados do primeiro mês do ano passado: +0,2%. Por tipologia de alojamento, foi nos aldeamentos turísticos que mais cresceu o número de dormidas, +36,6%, “consolidando os resultados positivos que se verificam desde Setembro de 2012”, sublinha o INE. Seguiram-se os apartamentos turísticos, com +17,2%, sendo que nos hotéis o aumento foi bastante mais modesto, ficando-se por +1,9%. No entanto, o aumento abrangeu todas as categorias, embora tenha sido mais expressivo nos 5 estrelas, com +6,1%. Já os hotéis-apartamentos registaram um decréscimo de 4,8% nas dormidas, em termos homólogos, com as reduções a acontecerem também nas restantes categorias de alojamento. M.F.