Hotelaria lisboeta em Novembro: ocupação sobe mas preço continua a descer

Durante o mês de Novembro, os hotéis da cidade de Lisboa viram a ocupação média subir nos 3 e 4 estrelas, descendo na categoria superior. Já o preço médio continuou a cair em todas as categorias, enquanto o RevPar apenas aumentou nos 3 estrelas. Com uma descida global de 0,5% na ocupação, que naquele mês se situou nos 56,80%, as três categorias de hotéis analisados pelo Observatório Turismo de Lisboa, manifestaram comportamentos diferentes. Segundo os dados agora divulgados, as unidades de 3 e 4 estrelas, registaram aumentos homólogos de ocupação da ordem dos 3,3 e 2,4%, respectivamente, ficando a ocupação média dos 3 estrelas nos 57,80% e dos 4 estrelas em 61,03%. Já nos 5 estrelas, a descida foi expressiva, -7,6% que em Novembro de 2011, para uma ocupação média de 46,39%. Quanto ao acumulado do ano, desde Janeiro, as unidades de 3 estrelas registaram uma variação positiva de 3,5% para 73,93%, enquanto as de 4 e 5 estrelas apresentaram quebras de, respectivamente, 2,2 e 4,3% (para 68,87 e 57,07%). Já o Preço Médio por Quarto Vendido, apresentou valores negativos em todas as categorias de estabelecimentos, tanto no mês de Novembro como no acumulado do ano, com os 4 estrelas a registarem as principais quedas. Com o preço médio global dos hotéis da capital a situar-se em Novembro nos 66,31 euros, os 3 estrelas apresentaram em Novembro uma média de 43,95 euros, mês em que o preço médio caiu 3,0%. Nos 4 estrelas a descida foi de 6,7% para 57,02 euros, e os 5 estrelas viram o seu preço médio recuar 5,4% para 116,83 euros. No acumulado, os calores para o Preço Médio por Quarto Vendido são também negativos em todas as categorias: os 3 estrelas caíram 5,5% para 49,40 euros; os 4 estrelas baixaram 7,6% para 62,09 euros, enquanto os 5 estrelas reduziram o preço em 5,1% para 121,74 euros. Já o revPar (Preço Médio por Quarto Disponível) subiu muito ligeiramente (+0,2%) nos 3 estrelas, para cair nas restantes categorias. Apesar da ligeira subida, o RevPar dos 3 estrelas é mesmo assim baixo, tendo-se situado, em Novembro nos 25,40 euros. Os 4 estrelas viram o seu revPar cair 4,5% para 34,80 euros, com os 5 estrelas a apresentarem a descida mais significativa: -12,6% para 54,19 euros. No acumulado do ano, os resultados do Barómetro são globalmente negativos. Os 3 estrelas caíram 2,2% para 36,52 euros; os 4 estrelas recuaram 9,6% para 43,38 euros, e as unidades de 5 estrelas viram o seu RevPar registar uma redução homóloga de 9,2% para 69,48 euros. M.F.