IATA: Lucro da aviação para 2013 e 2014 revisto em alta

A Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA, sigla em inglês) reviu em alta as previsões de lucro da aviação para este ano, estimando resultados positivos na ordem dos 12,9 mil milhões de dólares. Para 2014, as previsões foram igualmente revistas em alta. As previsões da IATA para este ano apresentam uma melhoria significativa face às últimas, avançadas em início de Outubro, que apontavam para lucros de 11,7 mil milhões de dólares no final deste ano, valor que foi agora revisto, devendo subir 1,2 mil milhões de dólares face ao apontado anteriormente. Em comunicado, a associação explica que a descida do preço do combustível e as melhorias registadas na estrutura e eficiência das companhias aéreas têm contribuído para perspectivas mais positivas, que é já visível nos resultados trimestrais deste ano. Apesar das melhorias, que chegam também ao segmento de passageiros, que deve crescer para 3,1 mil milhões de passageiros este ano, continuando a superar a carga, que se mantém estagnada, tanto em volume como receitas, a IATA alerta para o facto de as margens de rentabilidade continuarem baixas, devendo ficar-se pelos 1,8% este ano, face aos 1,1% registados em 2012. Ainda assim, para 2014, as perspectivas são positivas, com a IATA a prever que o lucro da aviação chegue aos 19,7 mil milhões de dólares, uma vez que as receitas devem alcançar os 743 mil milhões de dólares, quando a anterior estimativa não ia além dos 16,4 mil milhões de dólares de lucro. A confirmarem-se estes números, 2014 será o segundo ano consecutivo de crescimento na rentabilidade da aviação e o ano com o maior lucro absoluto, ultrapassando 2010, quando os lucros da aviação tinham atingido os 19,2 mil milhões de dólares, até porque a margem de rentabilidade deve subir para os 2,6%, apenas 0,7 pontos percentuais abaixo da registada em 2010. Por regiões, a IATA diz que a melhoria da performance deve ser comum a todo o globo, com destaque para a América do Norte, onde se espera que a aviação chegue ao final deste ano com lucros de 5,8 mil milhões de dólares, subindo para 8,3 mil milhões de dólares em 2014. Na Europa, as perspectivas são igualmente positivas, devendo o lucro chegar aos 1,7 mil milhões de dólares este ano, enquanto em 2014 deverá subir até aos 3,2 mil milhões de dólares, o mesmo valor que se espera que o lucro deste ano atinja na região Ásia-Pacifico, que em 2014 deverá apresentar uma subida para 4,1 mil milhões. No Médio Oriente, as perspectivas apontam também cenários positivos, com o lucro deste ano a estar estimado para 1,6 mil milhões de dólares, subindo para 2,4 mil milhões de dólares no próximo ano. Já a América Latina deverá apresentar subidas mais moderadas, com o lucro da aviação a crescer 700 milhões de dólares neste ano, passando para 1,5 mil milhões de dólares em 2014, enquanto África deverá ser a região com pior desempenho, com as estimativas a apontarem para um decréscimo de 100 mil dólares no lucro da aviação este ano, enquanto em 2014 deverá existir um acréscimo também no valor de 100 mil euros. I.M.