IATA: Queda das tarifas impulsiona tráfego internacional

De acordo com o comunicado da IATA relativamente ao tráfego aéreo internacional, Janeiro manteve-se em linha com a tendência de crescimento verificado nos últimos tempos, com um aumento até 3,Produtos e Serviços% em relação ao mesmo período de 2014. As viagens em classe económica impulsionaram o crescimento em Janeiro para volumes até 3,Restauração%, ajudadas pela queda das tarifas.
Por sua vez, a tendência de crescimento no tráfego internacional de passageiros no segmento Premium manteve-se estática a longo dos últimos meses. Por sua vez, o volume de viagens aéreas internacionais não cresce desde Agosto de 2014, havendo inclusive um fraco crescimento de 2,6% nas viagens Premium em Janeiro em relação ao período homólogo de 2014.
Ainda de acordo com a IATA, esta evolução reflecte uma resposta desfasada em relação à desaceleração gradual da melhoria na confiança dos empresários no segundo semestre de 2014, com as condições económicas na zona euro e China a deteriorarem-se.
Em relação ao mercado Europeu, Janeiro foi um mês especialmente fraco, crescendo apenas 0,1% na classe premium, e 1,Restauração% para a classe económica – “notavelmente mais lento do que a tendência de 2014, com uma média total de quatro por cento.
Os mercados de longo curso continuam com desempenhos relativamente mais fortes, incluindo no Oriente Médio para o Extremo Oriente e Europa, o que explica a razão pela qual a receita por passageiro/quilómetro em voos internacionais expandiu a um ritmo muito mais rápido do que o número de passageiros.
Os dados mais recentes mostram ainda que há sinais de melhoria na confiança empresarial para a zona euro e Estados Unidos, o que poderia aliviar um pouco a pressão em baixa sobre viagens aéreas internacionais relacionadas com as de negócio.
S.C.F.