IATA: Tarifas mais baixas estimulam tráfego de passageiros

O tráfego global de passageiros continua a ter um bom início de ano estimulado por tarifas mais baixas e um contexto económico mais saudável, evidencia a IATA, que acaba de anunciar os resultados de Fevereiro.

Os preços das passagens aéreas a nível mundial baixaram 10% no último ano em média, e a procura voltou a subir em Fevereiro último pelo segundo mês consecutivo desde o início de 2017. As transportadoras aéreas europeias registaram um aumento de procura na ordem dos 6,5%, recuperando-se das quebras ocorridas depois dos atentados terroristas em 2016.

No entanto, o que preocupa a IATA são as medidas restritivas e a proibição de entrada nos Estados Unidos de cidadãos de seis países, mas “até agora a procura mundial de viagens cresce a um ritmo excelente”, disse Alexandre de Juniac, CEO da IATA.

No global, a procura internacional de passageiros aumentou 5,8% comparado com o Fevereiro de 2016 e a capacidade total cresceu 3,4%, menos do que a procura, o que impulsionou a taxa de ocupação em 1,8 p.p., situando-se em 78,4%.

Na Europa, as transportadoras aéreas experimentaram um aumento de 6,5%, tendo sido, em Fevereiro, a região que contribuiu para o melhor desempenho. A capacidade subiu 3,3% e o load factor chegou aos 81,1% com um crescimento de 2,4 p.p.

Na América a procura internacional de passageiros aumentou 5,9%, a capacidade cresceu 2,8% e o load factor atingiu os 81,4%. Na América do Norte, a forte procura registou um incremento de 0,3%, o pior desempenho entre as regiões do mundo, enquanto na Ásia-Pacífico o número de passageiros transportados teve um incremento de 5,2%, mantendo o forte impulso dos últimos meses.